Um primeiro passo para encontrar seu sapato ideal

Nós da THE CRAFT somos apaixonados por design de calçados e acreditamos que expressamos nossa identidade através de roupas e sapatos que usamos – assim vemos a moda. Os diferentes estilos, materiais, cores e desenhos diferentes permitem a construção da identidade que queremos expressar.

Quando pensamos em nossos sapatos buscamos imaginar como cada um deles estará inserido neste contexto, e por isso, levamos muito em conta como eles são construídos.

A forma como são construídos irá atender a dois quesitos principais: nível de conforto (cada construção se adequará melhor a cada tipo de pé) e o dress code adequado à ocasião. Nesta matéria, vamos falar sobre quatro tipos básicos de construção: Oxfords (também chamada de construção Inglesa, e chamado de Balmoral nos EUA ou Richelieu na França), Derbys (eventualmente chamados de Gibson), Loafers (conhecidos também como Slip on) e Mocassins.


THE OXFORD

A construção chamada de Oxford, remete ao seu uso nos entornos da Oxford University a partir de 1.800. Sua construção é marcada por ter as abas de atacadores (cadarços) costurada diretamente na pala do sapato, resultando em uma amarração estreita. Este é considerado um dos tipos de construção mais elegantes e adequados a ocasiões especiais, porém cabe ressaltar que, caso você possua o peito do pé alto, esta construção restringe ajustes de altura na amarração (o que é mais indicado na construção Derby) o que poderá comprometer o calce e conforto.

Ainda sobre a construção tipo Oxford, por vezes são chamados Oxfords modelos com estampa tipo Brogue (aqueles “furinhos”), ou qualquer modelo social com “biqueira reta”.

Atualmente a elegância dos Oxfords também é aplicada a looks estilo “high-low”, por exemplo utilizando uma calça jeans com corte ajustado, camisa e blazer.

 



THE DERBY

A construção Derby se faz mais presente em modelo clássicos e formais, porém também é a construção mais adotada para sapatos com propostas casuais. Sua distinção em relação a construção Oxford se dá em relação ao posicionamento dos passadores de atacadores (cadarços). No caso do Derby, são costuradas duas abas laterais por onde passam os atacadores (cadarços).

A construção Derby atende muito bem homens que possuem o peito do pé alto, pois as abas ajustar a altura do peito do pé. Para seguir o dress code da situação é preciso considerar outros elementos do design, como por exemplo: o tipo de material, acabamento e detalhes do sapato.



THE LOAFER

No Brasil, curiosamente a cultura popular refere-se à construção tipo Loafer (também chamada de Slip-on) como sapatos “de calçar”, por se tratar de uma construção sem atacadores (cadarços). Os Loafers são sapatos “montados” (possuem entressola e palmilha de montagem), e existem diversas variações sobre esta construção - de modelos extremamente formais à modelos extremamente casuais - mantendo em comum a praticidade do calce e uma apresentação mais contemporânea nos casos de modelos mais formais.

Sobre os LOAFERS vale destacar a maior importância na escolha do tamanho ideal - buscar uma forma que se ajuste melhor ao seu tipo de pé - evitando que o sapato fique grande, “saindo” do pé, já que por ser um modelo sem cadarços seu ajuste é limitado, e sendo o couro um produto natural, ele irá ceder com o uso (haverá uma distensão das fibras), ficará mais folgado nos pés na medida que for usado. Além de poder machucar seus pés – grande ou apertado - ficando deselegante.



THE MOCASSIN

Diferente do que muitos pensam o termo Mocassin é referência à um tipo de construção, e não modelo específico. Os Mocassins são Loafers com uma construção específica, onde uma única peça constitui as laterais do sapato (construção tubular) e são unidas pela pala que é costurada com máquina ou manualmente (formato tradicional e adotado pela THE CRAFT).

Além de ser tubular, a construção do Mocassin não possuí palmilha de montagem, o que confere flexibilidade ao sapato. Uma curiosidade sobre a história desta construção e nome, é a origem na cultura dos índios moicanos, que usavam construção similar em seus sapatos.

Para ocasiões do dia-a-dia, ou climas mais quentes, onde a elegância não quer ser deixada de lado, os Mocassins são uma ótima pedida. Quando forrados em couro ou sem forro, a dica é usá-los sem meias, tornando a experiência ainda mais confortável e o look mais jovem.